terça-feira, 3 de janeiro de 2012

SOLidão



E afinal é mesmo o sol que ilumina as coisas
Tudo vivifica,
Colore,
Acende


As sombras nos pés,
A escuridão que fica no chão
Pelo vôo das aves,
O contraste das altas árvores


Que mostra as nuvens tão algodoadas
Que alimenta cada folha,
Que nasce, e se põe como reflexo
em cada lua cheia.


Todo azul do céu,
Verde, amarelo,
E se esconde,
Para dar lugar à escuridão,
espaço ao sonho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário